CONQUISTAS

Educação de Tempo Integral em São José virou notícia:

Estudantes têm carga horária escolar ampliada em São José

Mais de 1.700 alunos da rede municipal são assistidos por dois programas:

(Jornal do Notícias do Dia _ 27/06/2012 

 http://www.ndonline.com.br/florianopolis/noticias/30426-estudantes-tem-carga-horaria-escolar-ampliada-em-sao-jose.html)

 

Atividades extra-curriculares mantêm estudantes durante dois turnos na escola

 

Oficinas de dança, teatro e xadrez são algumas das ferramentas pedagógicas utilizadas pelos professores de quatro escolas atendidas pelo Programa de Educação Integral, em São José. No bairro Forquilhas, por exemplo, 400 alunos participam das atividades que são intercaladas com disciplinas curriculares. Notas e comportamento melhores são alguns dos resultados atingidos pelo corpo docente.

Dos 320 alunos do CEM (Centro de Educação Municipal) Santa Terezinha, no bairro Forquilhas, 125 estudantes do 1º ao 3º ano são atendidos pelo programa de Educação Integral. Outros 120 alunos participam no contra turno escolar no programa Mais Educação, direcionado para crianças do 4º ao 8º ano. “Se eu ficasse em casa só teria a TV para assistir. Aqui tenho muitos amigos”, disse a aluna do período integral, Camila Rocha, 6 anos.

Sob a coordenação do professor de educação física, Marco Dutra os estudantes do 4º e 5º ano ocupam o tabuleiro pintado no chão. No jogo de xadrez humano os estudantes do Mais Educação são as peças. “Eles melhoram o raciocínio lógico, a socialização. Também mostram mais facilidade com cálculos matemáticos”, relatou Dutra, enquanto orientava o irrequieto Vitor Maciel, 8. “Minha peça favorita é essa”, disse ao mostrar seu “capacete”, de cabeça do cavalo. Vitor afirma que gosta de ficar em casa assistindo TV e jogando vídeo game, mas, reconhece que a escola é melhor para seu futuro.

CEM do Morar Bem atende 150 estudantes no contra turno escolar

“A preferência das vagas são para estudantes com maior vulnerabilidade e repetentes”, disse a diretora do CEM, Jane Lucia Thomas, ao lembrar que apenas uma mãe não aceitou inscrever o filho no programa, enquanto as demais comemoraram o fato de poderem trabalhar fora de casa. “Eles se servem sozinhos na hora das refeições. Estão mais ordeiros, mais comportados”, destacou, ao lembrar que até 2020 o período integral será obrigatório em pelo menos 50% das escolas públicas.

As irmãs Daniele, 10 anos, e Débora Cavalheiro, 13, estudam no CEM Morar Bem, no bairro homônimo, onde em 2010 foi implantado o programa Mais Educação. As meninas que tem aula de reforço com a professora Izete Goedert mostraram melhor desempenho nas notas. “Ajudo os pequenos do 1º ano. Levo-os ao banheiro e oriento na hora de escovar os dentes”, descreveu Daniela, satisfeita por sua contribuição com os alunos menores. A professora–coordenadora do Mais Educação do CEM Morar Bem, Vera Costa, lembra que os estudantes melhoraram consideravelmente o comportamento. “Esperamos a implantação do sistema Integral aqui também. Esse é o sonho de todo educador que conhece as vantagens do ensino ampliado”, disse.

DESAFIOS

 

1. ALIMENTAÇÃO:

Um dos desafios da Educação Integral, é o momento das refeições. Pensar nesses momentos como momentos de aprendizagem, faz parte dos nossos objetivos. O simples ato de sentar-se à mesa, de utilizar talheres adequados, de escolher seu alimento e servir-se, são fundamentais para a formação integral de nossas crianças.

                                                                                                       

    Em parceria com a Faculdade Estácio de Sá, os alunos do Curso de Nutrição , desenvolveram um projeto relacionado ao Perfil Nutricional de alunos de 1º ao 3º ano. No primeiro encontro, mediram e pesaram todos os alunos, resultando no IMC (índice de massa corporal). Com os dados coletados, classificaram nossos alunos em três grupos: eutróficos (peso e medida compatíveis), sobrepeso (peso acima da normalidade) e  risco para desnutrição (peso abaixo da normalidade), através das curvas de crescimento infantil (curva IMC, por idade).

Após os resultados, retornaram na Escola para desenvolver um trabalho relacionado à alimentação saudável.

 

Acompanhamento Diário das Refeições:

Por reconhecer a importância da alimentação saudável dos alunos e por necessitar da parceria dos pais na orientação nutricional dos seus filhos, o CEM SANTA TEREZINHA elaborou um comunicado as famílias com objetivo de informá - las sobre os hábitos alimentares de seus filhos.

 

 

2. HORÁRIO:

- Desafio de modificações o horário na perspectiva do Currículo mais Integrado: 

No CEM Santa Terezinha, o horário da Educação Integral passou por  8 modificações, sendo que no último foram incluídos 2 momentos semanais para cada turma, com atividades lúdicas no espaço externo da Unidade Escolar.

 

CEM SANTA TEREZINHA    29/06/2012    

EDUCAÇÃO INTEGRAL E 4º e 5ª anos